Marcas alcançam 40% mais engajamento com reels no Instagram

No período de abril a junho deste ano, foi constatado que os reels geraram 40% mais engajamento do que outros formatos de publicação da rede social

Os vídeos rápidos estão ganhando cada vez mais espaço e importância dentro do Instagram, especialmente no formato reels. É o que aponta um estudo realizado pela Emplifi, multinacional especializada em experiência do cliente.

De acordo com os dados mensurados em 18.588 perfis de marcas no Instagram, no período de abril a junho deste ano, foi constatado que os reels geraram 40% mais engajamento do que outros formatos de publicação da rede social.

Entre os mais de 18 mil perfis de marcas analisados, as cinco primeiras que obtiveram mais resultados com seus usuários foram: Pleasing, Netflix, Tesla, Netflix Brasil e Lamborghin.

Vale destacar que, de acordo com a Meta, a rede possui hoje mais de 1 bilhão de usuários ativos, sendo 110 milhões somente no Brasil. Sobre a participação na economia, hoje, segundo o Sebrae, 7 em cada 10 empresas estão nas redes sociais, sendo que deste universo, 54% utilizam o Instagram.

Entretanto, mesmo com esta taxa maior de engajamento, o estudo mostrou que o reels representou somente 7,5% do conteúdo produzido no Instagram (sem contar os stories). Muitas empresas, mesmo tendo um engajamento menor, ainda apostam nas publicações de imagens estáticas.

“É uma ferramenta que pode ser muito mais explorada pelas empresas em suas estratégias de mídia social. O custo-benefício é enorme, pois o gasto de produção deste tipo de vídeo é baixo e o retorno é alto, seja o objetivo gerar autoridade ou até mesmo vender um produto ou serviço”, afirma Michelle Sampaio, Head de Treinamentos do Grupo Comunicarte.

Investir em produção e publicação de mais reels não significa deixar de lado os outros tipos de publicação, como imagens estáticas no feed e postagem em carrossel, por exemplo. O estudo concluiu que as marcas que utilizaram vários tipos de postagens obtiveram ainda mais engajamento. “Tudo é uma questão de equilíbrio e estratégia. Há ocasiões em que uma sequência de informações colocadas em uma postagem em carrossel é mais adequada, como um conteúdo em lista, por exemplo. No caso de um comunicado mais formal, uma postagem estática já é suficiente. Essa diversidade faz com que aquele determinado perfil ofereça ao usuário todos os tipos de experiências que a rede social oferece, inclusive com as lives”, finaliza Sampaio.

Links Úteis