Vazamento de chaves PIX é CONFIRMADO pelo Banco Central. Existe risco para mim?

Mesmo que a quantidade de chaves PIX vazadas seja alto, isto não significa que este seja o número de usuários afetados, uma vez que cada pessoa pode escolher mais de uma chave para utilizar.

Na última sexta, 19, o Banco Central confirmou que cerca de 137,3 mil chaves PIX tiveram dados vazados. De acordo com o BC, os clientes que tiveram os dados vazados são da conta digital Abastece-aí, parceira da BV Financeira. Saiba se você corre risco.

Mesmo que a quantidade de chaves PIX vazadas seja alto, isto não significa que este seja o número de usuários afetados, uma vez que cada pessoa pode escolher mais de uma chave para utilizar.

Dados em perigo?

Apesar do susto de ter dados como este vazados, o Banco Central explicou que as informações são apenas de dados cadastrais. Sendo assim, os usuários não precisam se preocupar já que não existe perigo de suas contas serem movimentadas por terceiros.

Dessa forma, dados considerados como mais importantes para os bancos (extratos, saldos e senhas, entre outros) não estão incluídos neste vazamento. De acordo com a BV Financeira, o problema foi solucionado a tempo, impedindo que dados como este fossem revelados.

“Não foram expostos dados sensíveis, tais como senhas, informações de movimentações e saldos financeiros em contas transacionais, ou quaisquer outras informações sob sigilo bancário. As informações obtidas são de natureza cadastral, que não permitem movimentação de recursos, nem acesso às contas ou a outras informações financeiras”, explicou o Banco Central através de nota enviada para a imprensa.

Notificação do vazamento

De acordo com o Banco Central, todos os usuários que tiveram seus dados cadastrais vazados serão avisados através do aplicativo ou através do internet ranking de sua instituição financeira. É importante se atentar pois não serão usados outras formas de contato como mensagens, ligações, SMS ou e-mail.O BC disse ainda que este é o quarto vazamento de dados de chave PIX registrado desde quando o serviço de transferência começou a operar, em 2020. O mais recente deles foi registrado em fevereiro deste ano. Naquela ocasião, clientes da Logband Soluções e Pagamentos tiveram os dados comprometidos. Por fim o BC afirmou que 2.112 chaves sofreram quebra de segurança.

O PIX é um meio de pagamento eletrônico instantâneo e gratuito oferecido pelo Banco Central do Brasil a pessoas físicas e jurídicas, sendo o mais recente meio de pagamento do Sistema de Pagamentos Brasileiro.

Links Úteis