Além do Imposto de Renda: Especialista destaca outros aspectos fiscais que exigem a atenção de empreendedores

Escolha equivocada no regime de tributação e não emissão de notas fiscais podem acarretar em prejuízos para as empresas

Autor: Gabriel OjeaFonte: 0 autor

O período no qual os contribuintes devem enviar suas declarações de Imposto de Renda tem início no dia 15 deste mês e vai até o dia 31 de maio. Com isso, aqueles elegíveis à enviar a declaração devem organizar a documentação necessária e submeter dentro do prazo para evitar problemas com o fisco, que pode colocar CPFs em situação de irregularidade ou até mesmo multar aqueles que não declararem a tempo.

A declaração também é um ponto de atenção para os empreendedores manterem seus negócios operando de maneira regularizada, pois as informações fiscais dos CNPJs também devem ser declaradas junto à Receita Federal a fim de evitar prejuízos e até mesmo ferir a reputação da empresa.

Entretanto, por mais que essa época do ano proporcione um destaque para o Imposto de Renda, há outros aspectos fiscais que os empreendedores devem se atentar para manter a regularidade de seus negócios, é o que destaca Christophe Trevisani, CEO da eNotas, solução tecnológica da Hotmart Company que automatiza 100% do fluxo de emissão de NF-e em qualquer cidade do Brasil.

“É natural que em março o foco seja destinado para a declaração do IR, mas há outros deveres fiscais que não podem ser esquecidos pelos empreendedores, afinal, irresponsabilidade fiscal afeta a saúde da empresa”, comenta o executivo.

Um desses aspectos está relacionado à escolha do regime de tributação das empresas, processo indispensável para a manutenção do CNPJ, pois influencia na definição dos valores de impostos que serão pagos. O regime de tributação estabelece a cobrança de impostos de cada CNPJ tendo como base o montante da arrecadação.

No Brasil, há três tipos de regimes mais comuns, são eles o Lucro Real, o Lucro Presumido e o Simples Nacional, esse último permite o pagamento de oito impostos em uma única guia, entretanto, por mais que isso seja atrativo, pode não ser a solução mais viável para todos os negócios, como por exemplo, aqueles de menor renda.

“A escolha equivocada do regime pode levar empreendedores a pagarem mais ou até menos impostos do que o necessário, gerando um ruído com o fisco. Podemos utilizar como exemplo uma empresa pequena: pode ser que ela não se enquadre como contribuinte de alguns impostos que constam no Simples Nacional por conta de sua renda, logo, é mais interessante que ela opte pelo Lucro Real, no qual as alíquotas incidem sobre o faturamento real do negócio", explica Trevisani.

Outro fator importante está voltado à emissão de notas fiscais. Por ser um crime previsto em lei, a não emissão adequada pode acarretar em punição que inclui a possibilidade de detenção de seis meses a dois anos, fora o pagamento de uma multa de duas a cinco vezes o valor do tributo.

“Esse é um ponto que muitos empreendedores possuem dúvidas por conta de toda a burocracia que envolve o processo, e é algo extremamente importante, pois além de evitar um crime, as NFs proporcionam regularidade com a lei, dessa forma, o negócio em questão mostra que faz suas operações de acordo com o sistema legislativo, evitando problemas com o fisco e prejuízos financeiros com multas”, aponta Christophe.

As notas auxiliam a manter o controle financeiro, dessa forma é possível identificar oportunidades de economia, gastos desnecessários e formas de otimizar os ganhos do empreendimento. Nesse cenário, a transparência fiscal contribui para a organização financeira, servindo como registro de transações.

“A emissão das notas fiscais é um processo essencial para os empreendedores e é pensando nisso que a eNotas oferece praticidades que automatizam e fazem com que o processo seja intuitivo, contemplando os mais diversos negócios com soluções práticas para a emissão do documento”, conclui o especialista.

A eNotas tem como propósito oferecer mais liberdade aos empreendedores e companhias que querem focar exclusivamente em seus negócios enquanto a startup mineira cuida da emissão de suas notas fiscais. A empresa tem conquistado notoriedade no mercado com uma solução que integra o processo de emissão das NF-e com Prefeituras e Secretarias da Fazenda.

Sobre a eNotas:

A eNotas é uma solução tecnológica da Hotmart Company que automatiza 100% do fluxo de emissão de NF-e em qualquer cidade do Brasil, sem o cliente precisar se preocupar com a variedade de regras de emissão que variam entre as Prefeituras e Secretarias de Fazenda. A plataforma, que tem conquistado notoriedade no mercado, é voltada para quem trabalha no mercado digital, principalmente, no setor de criação de conteúdo e precisa automatizar suas próprias notas fiscais de serviço conectado a um meio de pagamento online e/ou plataforma EAD. A eNotas gerencia as notas fiscais para que seus parceiros possam cuidar do próprio negócio, sem se preocupar com burocracias fiscais, oferecendo mais liberdade aos empreendedores e companhias.

Informações para a imprensa:

Seven PR | enotas@sevenpr.com.br

Links Úteis

Indicadores diários

Compra Venda
Dólar Americano/Real Brasileiro 5.1175 5.1182
Euro/Real Brasileiro 5.5502 5.5582
Atualizado em: 21/05/2024 13:52

Indicadores de inflação

02/2024 03/2023 04/2024
IGP-DI -0,41% -0,30% 0,72%
IGP-M -0,52% -0,47% 0,31%
INCC-DI 0,13% 0,28% 0,52%
INPC (IBGE) 0,81% 0,19% 0,37%
IPC (FIPE) 0,46% 0,26% 0,33%
IPC (FGV) 0,55% 0,10% 0,42%
IPCA (IBGE) 0,83% 0,16% 0,38%
IPCA-E (IBGE) 0,78% 0,36% 0,21%
IVAR (FGV) 1,79% 1,06% 1,40%