Trabalhadores preferem continuar em home office para driblar as altas dos combustíveis

Pesquisa mostra que mais de 50% dos brasileiros preferem continuar trabalhando de casa e economizar o dinheiro gasto com combustível

Se a pandemia da Covid-19 levou muitas empresas a colocarem seus colaboradores em home office, acelerando uma tendência que já vinha tomando corpo no mundo corporativo, com as flexibilizações, muitos trabalhadores tiveram a opção de voltar para trabalhar onsite (na própria empresa), retomando uma rotina mais “normal”.

Porém, um outro fator inesperado acabou influenciando a decisão: a alta dos combustíveis. Não é novidade que no último ano o preço da gasolina e do álcool dispararam nos postos de gasolina, chegando à casa dos R$8,00/litro, e isso fez com que muitos funcionários postergassem a volta aos escritórios e continuassem no home office. Segundo uma pesquisa da OnePoll, em parceria com a Citrix Systems, 54% dos colaboradores preferem ficar trabalhando de casa para evitar os altos gastos com combustível. Nos Estados Unidos, o número chega a ser maior, com 57%.

“As empresas e os trabalhadores aprenderam nos últimos anos como tornar o home office eficaz e funcional, já que não havia outra solução e, no fim das contas, viu-se que não era um bicho de sete cabeças. Com essa mudança de cultura, começou-se a pesar na balança vários outros custos-benefícios, e com os preços exorbitantes da gasolina, a economia em trabalhar de casa é representativa”, diz Daniela Velez, gerente de Recursos Humanos na Run2biz, empresa de tecnologia da informação (TI) que desenvolve soluções para gestão de serviços e hiperautomação e que recentemente obteve certificação GPTW (Great Place To Work), com altíssimo nível de satisfação de seus colaboradores.

Daniela conta que, na Run2biz, 95% dos funcionários trabalham remotamente, o que já coloca a empresa dentro da nova realidade. Além de economizar o dinheiro do combustível, corta-se a necessidade de enfrentar o trânsito todo dia, o que torna o período mais produtivo e reduz o nível de estresse dos funcionários.

Como a empresa já tinha se reestruturado durante a pandemia, e entendeu que mais importante do que obrigar os funcionários a estarem dentro do escritório é manter a satisfação e motivação deles, a Run2biz continuou apostando nessa estratégia e notou que a produtividade na verdade aumentou.

E essa filosofia segue a premissa da própria empresa, que busca, com seus serviços, tornar os processos de gestão de empresas de TI mais simples e eficientes, atacando os problemas, ao invés de criar rotinas engessadas que comprometam também a produtividade de seus clientes.

“Mostrar que nos preocupamos com nossa equipe é uma forma de mantê-la engajada nos trabalhos. Com organização e planejamento, conseguimos alcançar bons resultados e aí todos ganham com uma rotina mais leve e mais interessante, além da economia nas despesas com transporte e combustível”, reforça a gerente de Recursos Humanos.

Saiba mais

A Run2biz tem como propósito, ao aplicar tecnologia para tornar processos mais eficientes, facilitar a gestão de serviços para empresas que querem sobreviver à evolução do mercado. Clique aqui e conheça o 4Biz Service Management – a plataforma de ESM & ITSM desenvolvida pela Run2biz.

Links Úteis